segunda-feira, 16 de março de 2009

Ria com piadas de animais



O sapo mágico


Roberto tinha um problema com o bilau, era muito grande tinha 50cm e aquilo incomodava, e ele tentou de tudo para diminuir o tamanho e nada adiantava, um dia ele foi em uma mãe de santo e ela falou que ele tinha que procurar o sapo-boi que era rei na floresta amazônica e fazê-lo dizer a palavra não porque a cada não que ele dissesse o pau diminuia 10 cm , e ele foi...
Passaram-se quase 8 anos e ele achou o sapo-boi rei mas ele se que tnha de fazer ele falar não, e ele perguntou:
- Você me conhece?
E o sapo nada dizia, só coachava.
Então ele perguntou as perguntas mais absurdas do mundo e o sapo nada.
E surgiu uma idéia:
Ele pôs o pint@ pra fora e perguntou pro sapo:
- Me dá?
E o sapo olhou para o pint@ e falou:
- Não!!
Que beleza, diminuiram 10cm e ele está agora com 40cm
E ele perguntou de novo:
- Me dá só um pouqinho...?
E o sapo:
- Não!!
E diminuiram mais 10cm e agora ele está com 30cm.
E ele pensou:
- 20cm é o ideal.
E ele perguntou de novo:
Me dá ou não?
E o sapo:
- Eu já disse que Não, Não e Não!


Chapeuzinho Vermelho

Um belo dia, chapeuzinho vermelho caminhava no meio de uma mata e de repente ela escuta um barulho e vê um lobo mau...
- Para que serve estes olhos tão grandes?
Então ele responde:
- Para te enxergar melhor chapeuzinho vermelho.
Logo após ela continua a caminhada.
Mais à frente ela escuta outro barulho no meio da mata e vê novamente o lobo e lhe pergunta:
- Para que serve estas orelhas tão grandes?
Ele responde:
- Para te escutar melhor, chapeuzinho vermelho.
Novamente ela continua a caminhada.
Mais à frente ela escuta outo barulho no meio da mata e vê de novo o lobo mau.
Ela pergunta:
- Para que serve esta boca tão grande?
Ele responde:
- É para te mandar para p#@* que pariu, que faz mais de meia hora que estou tentando cagar e você não deixa, cacete!

Papagaio falador

Uma senhora resolve um dia comprar um papagaio pois passa a maioria do tempo sozinha em casa, e precisa de companhia. Ela acha que cachorro faz muita sujeira e é muito barulhento.
Um dia ela resolve comprar um animal, entra em uma loja e pergunta o preço do papagaio.
- Cinqüenta reais.

- Ela não acha muito caro e compra o bichinho. Mas o dono da loja adverte:
- Esse papagaio pertencia a um prostíbulo antes deu comprá-lo. Portanto ele fala algumas grosserias de vez em quando, mas é muito esperto.
- Como a senhora estava determinada a comprar o papagaio ela leva o bicho e coloca-o em uma gaiola logo na entrada de sua casa.
O bicho olha em volta e depois olha para a senhora e diz:
- Nova casa. Nova cafetina.
- A mulher fica um pouco espantada mas depois acha engraçado. As filhas da senhora chegam da escola e o papagaio diz:
- Nova Casa. Nova Cafetina. Novas Putas.
- As meninas ficam espantadas mas a mãe explica o caso e elas também acham engraçado.
O marido chega á noite e o papagaio diz após olhar para ele:
- Nova Casa. Nova Cafetina. Novas Putas. Oi Zé, mudou de puteiro também ?

Os dois leões

Certo dia dois leões do circo da cidade fugiram. Um deles foi para a floresta.
O outro foi para a cidade vizinha.
Passados três dias, o leão que havia fugido para a floresta voltou para o circo. Este estava magro, doente... não agüentou a vida na floresta... Duas semanas depois conseguiram capturar o outro leão. O leão que havia fugido para a cidade vizinha estava gordo, saudável... precisaria de um bom regime, com certeza. O leão que havia fugido para a floresta não agüentou de curiosidade e perguntou:
- Escuta aqui meu chapa: eu fugi para o nosso habitat natural achando que seria feliz.... não consegui me alimentar na floresta, e, como eu enfraquecia mais a cada dia, resolvi voltar prá cá com o resto das forças que eu tinha... e de repente, duas semanas depois você aparece aqui porque conseguiram te capturar... gordo, bem tratado... parece que o lugar onde você estava era muito bom, tanto que você não pretendia voltar... Afinal de contas: onde você estava?
O outro leão respondeu:
- Cara, você nem vai acreditar... eu fui para a cidade vizinha e me escondi na
garagem de uma repartição pública. Era o paraíso: eu comia um funcionário
público por dia... e ninguém percebia, sei lá, acho que ninguém sentia falta...
Estava indo tudo muito bem até que eu cometi um erro: comi o boy que servia
cafezinho...fui descoberto e me capturaram no mesmo dia!!! É muito azar, né?!

Nenhum comentário: