segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Dois idosos, funcionários de uma funerária, recebem um defunto...

Velhos e o Defunto

Dois idosos, funcionários de uma funerária, recebem um presunto para ser preparado para o enterro. A função dele é trocar o corpo, lavar, entre outras coisas.

Tudo corre bem, até que um deles dá um pulo de espanto, ao olhar para o dito cujo do defunto:
— Vem cá, Gerivaldo! Você já viu um destes daqui?

O outro responde, na hora:
— Eu tenho um igual!

O primeiro, ainda mais espantado, pergunta desconfiado:
— Assim, desse tamanho?

— Não, assim, morto!




Morrendo de Sede
Estava o viajante  morrendo de sede, perdido no meio da caatinga, debaixo de um sol escaldante, quando se deparou com uma casinha de taipa.
Imediatamente bateu palmas e logo apareceu um garotinho barrigudo de olhos remelentos.
- Você poderia me arranjar alguma coisa para beber? - pediu o viajante.
- Poderia sim, senhor!
Então, o menino desaparece para dentro da casa e logo volta com uma cuia imunda que entrega ao viajante.
O viajante olha meio enojado para a cuia, fecha os olhos e bebe tudo num gole só.
- Tava muito ruim? - pergunta o menino.
- Tava não, por quê?
- É que tinha um rato morto dentro da cuia. - Seu filho da puta! - esbravejou o viajante, furioso. - Na hora que eu te pegar, quebro a cuia na sua cabeça!
- Faz isso não, moço, que essa cuia é da mãe mijar!




Diretor safado
Era o dia do exame final. O Joãozinho ia ser examinado pela professora em prova oral, e a professora, que era nova na escola, iria ser observada pelo diretor. Sentam-se a Professora e o Joãozinho, um de frente para o outro, e o Diretor ficou em pé, atrás do menino.
A professora pergunta:
- Joãozinho, o que D. Pedro I disse, quando proclamou a independência do Brasil? (nisso a professora derruba o lápis, e abaixa-se para pegar).
Quando a professora se levanta, pergunta:
- E, então, Joãozinho o que ele disse?
- Peitinhos maravilhosos!
- Não é nada disso! Zero! - diz a Professora, nervosa.
O Joãozinho vira-se pro diretor:
- Pô, seu filho-da-puta! Se não sabe, não sopra!!!

Nenhum comentário: